Desemprego cresce e atinge quase um terço dos jovens brasileiros

O número de brasileiros desempregados, desocupados e em situação de subutilização da força de trabalho chega próximo de 28 milhões de pessoas, segundo dados do IBGE. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) mostra um aumento na porcentagem de desempregados, especialmente nos mais jovens.

Em 2016 os desocupados brasileiros, entre 18 de 24 anos, chegavam a 24%; em 2017 subiu para 25% e no primeiro trimestre deste ano fechou em 28%. O economista André Luis Corrêa, da UNESP, os dados demonstram a difícil recuperação da economia. “Os resultados mostram que a economia não se recuperou e o desemprego cresceu, atingindo o número de 13 milhões de pessoas. Ao longo do semestre de 2017 alcançou ligeira melhora, mas ainda em relação aos outros anos teve resultados bastante ruins”, analisou André Luis Corrêa.

Dos 28 milhões de pessoas em situação de subutilização da força de trabalho, quase 14 milhões estão procurando emprego, mas não encontram. Para Corrêa, a economia aguarda um desenrolar essencial no campo político. “Tivemos um reflexo da digestão de toda essa crise, sendo difícil encontrar empregos de melhor remuneração e com maior instabilidade. Então, o cenário ainda é meio complicado, talvez este ano melhore, mas não o suficiente para diminuir esta taxa de desemprego”, finalizou Corrêa.

No primeiro trimestre a taxa de desemprego foi de 13,1 %, com crescimento de 1% ante o trimestre anterior.

Fonte: Agência Rádio Web

Foto: Reprodução internet