Estância de Morungaba poderá ter mais quatro cursos universitários em 2018

Único município do Estado com menos de 20 mil habitantes a conquistar o benefício educacional, a Estância Climática de Morungaba firmou segunda-feira, 7 de agosto, acordo com o Governo do Estado, que garante o início de atividade do polo universitário gratuito da Univesp (Universidade Virtual do Estado de S. Paulo) na cidade. A documentação foi assinada pelo prefeito Marquinho de Oliveira, em ato realizado no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do governador Geraldo Alckmin, do vice-governador e secretário de Desenvolvimento, Márcio França, do presidente da Assembleia Legislativa, Cauê Macris e da presidente da Univesp, Maria Alice Carraturi Pereira.

A divulgação dos resultados do vestibular para os cursos de Engenharia de Produção, Engenharia de Computação, Licenciatura em Matemática e Pedagogia, com 50 vagas cada, será realizada nesta terça-feira, dia 8, via site da Univesp – www.univesp.br. As provas foram realizadas no dia 23 de julho.

A professora Maria Alice Carraturi Pereira anunciou que a Univesp criará mais quatro novos cursos, em parceria com a Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza: Gestão Pública e Jogos Digitais (no primeiro semestre) e Administração de Empresas e Contabilidade (no segundo semestre).

“É uma ótima notícia”, comemorou o prefeito, que esteve em São Paulo acompanhado do vice-prefeito Luís Fernando Miguel, da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Sônia de Oliveira, da diretora de Educação, Esportes e Lazer, Leninha Spiguel Polizelo, dos diretores e coordenadores de escola Roseli Molena, Simone Frare, Célia Ramalho, Diva Frederico e Leia Segat, do presidente da Câmara Municipal, Júlio César de Moraes, e dos vereadores Antônio Ricardo Pellisson de Oliveira (Pituca), Antônio Salvador Marques (Toninho Motorista) e Richard Ishicava e de Nelson Koki, representante do deputado estadual Edmir Chedid.

Os módulos de cada curso são semestrais, a exemplo de aulas das escolas superiores do Estado – a Universidade de S. Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Neto” (Unesp). Um professor da rede de ensino da própria cidade, treinado pela Univesp, acompanha a aplicação das aulas. A participação dos professores de cada curso, da Univesp, bem como todas as aulas, provas e demais ações são online.

Márcio França, secretário de Desenvolvimento do Estado, em cuja pasta está vinculada a Univesp, já destacou que a Univesp “é o primeiro passo para permitir que mais pessoas que moram em regiões onde não há universidades possam estudar em uma instituição do padrão das melhores faculdades do mundo”.

Em palestra recente, a presidente da Univesp, Maria Alice Carraturi Pereira, detalhou a realidade desse método de educação, comparando o panorama entre entidades públicas e privadas. “Hoje, o número de alunos que prefere a EAD chega a 25% do total das matrículas”, ressaltou. Além disso, o perfil dos alunos que escolhem o ensino híbrido, opção que integra EAD com ensino presencial, também cresceu.


Informação: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Morungaba

Crédito da foto: Reprodução