Itatibenses já podem marcar consultas em até 30 dias em unidades de saúde

Uma silenciosa revolução na área da saúde já começou a produzir efeitos visíveis no dia a dia dos pacientes do Sistema Único de Saúde em Itatiba. Das 20 equipes que compõem a rede de PSFs, em 19 delas já é possível marcar consultas com o clínico geral em até 30 dias, o menor lapso de tempo já obtido em nossa cidade.

Em unidades como do Jd. Ipê e do Jd. Galetto, o tempo necessário para marcar a consulta chegava, no começo de maio, a menos de uma semana. “Estivemos presencialmente em todas as unidades de saúde, avaliando o serviço e checando dados. Em 2017 pegamos um processo tumultuado e tivemos muitos problemas para chegar à atenção básica que queríamos, mas estamos conseguindo superar esse desafio”, comentou o prefeito Douglas Augusto Pinheiro de Oliveira.

O processo para chegar a esse fase iniciou-se após a contratação da Fundação do ABC, com mais de 50 anos de experiência, para gerenciar a atenção básica do município. A fundação atua em mais de 30 cidades e também junto ao Estado.


ÉPOCA DA SENHA
Até 2017, para se marcar consultas nos PSFs, os itatibenses tinham dia certo no mês para agendamento, inclusive tendo que pegar senhas em grandes filas. Para se encerrar isso, a primeira diretriz foi abertura da agenda. “Antes, as pessoas tinham um dia específico para marcar consulta, chegavam cedo, formavam filas e nem todos conseguiam. Agora você tem a liberdade de chegar na unidade e solicitar a marcação da consulta, na hora em que puder passar por ela”, lembrou o Dr. Fábio Alves, Secretário de Saúde.

A medida causou um efeito colateral calculado: com a abertura da agenda, toda a demanda “represada”, isso é, todos aqueles que não conseguiam marcar consultas utilizando o antigo sistema, passaram a agendar. Dessa forma, no início de 2017, o horizonte passou a ser de três a quatro meses de espera.

“Sabíamos que isso poderia ocorrer e seria normal dado o número de pessoas que utilizam o SUS em Itatiba, mas essa era nossa demanda real. Mesmo com as críticas, mantivemos o planejamento, porque confiávamos na resolutividade das equipes de Estratégia de Saúde da Família ao longo dos meses”, continuou o secretário.

Hoje todas as unidades PSF já contam com índice de resolutividade acima de 80% (de cada 10 consultas, menos que duas geram encaminhamentos). Hipertensos, diabéticos, gestantes e crianças menores de três anos possuem um período ainda menor de espera. Casos de emergência passam por acolhimento e encaixe.


NOVOS DESAFIOS

Com a realização de mais consultas nas unidades dos bairros, o principal desafio agora é garantir acesso a exames e consultas com especialistas. A Prefeitura contratará, via concurso, novos profissionais nas áreas de endocrinologia, neuropediatria, neurologia, reumatologia e psiquiatria.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Itatiba
Crédito: Renato Junior