Morre aos 78 anos o jornalista Gil Gomes

O jornalista Gil Gomes morreu, na manhã desta terça-feira (16), após uma série de complicações de saúde. Ele tinha 78 anos, sofria com o mal de Parkinson e estava internado em São Paulo.

O ex-repórter policial passou mal na segunda-feira e foi encaminhado desacordado ao Hospital São Paulo, na zona sul da capital paulista, mas não resistiu. A informação foi confirmada pela família do jornalista. De acordo com a família, a morte de Gil foi comunicada pelos médicos no início da manhã.

Gil sofria de Mal de Parkinson e desde 2005 lutava para combater a doença degenerativa que o fez perder o equilíbrio, além de ter dificuldades de se mover e sofrer com tremores.

Aqui e Agora

Gil Gomes ficou bastante conhecido por utilizar o bordão "Aqui agora", no final de suas reportagens para o programa televisivo de mesmo nome, veiculado no SBT.

Famoso pelos casos policiais, Gil Gomes, trabalhou nos últimos anos de sua vida na Rádio Record AM 1000. Ele nasceu em Sorocaba, no dia 13 de junho de 1940.
Sofrendo de gagueira na infância, Gil Gomes superou o trauma ao imitar locutores esportivos. Começou a carreira fazendo locução em quermesses, e depois foi para a Rádio Progresso, já em São Paulo.

Foto: © Divulgação