Hora do Agricultor

Das 05:00:00 às 06:00:00
Com: Compadre Sitiante e Cleonice

POLÍCIA ESCLARECE CRIME EM MORUNGABA: Vendedora de cigarros pode ter sido morta por cobrança de dívida

De acordo com o site G1, a Polícia Civil de Jundiaí prendeu dois homens suspeitos de envolvimento no assassinato de uma mulher de Bragança Paulista (SP), no dia 12 de julho. O corpo carbonizado da vítima foi reconhecido pela família no Instituto Médico Legal (IML).

Na época, Maria Cristina Franco Schmidt teve o corpo queimado dentro de um veículo. A empresa proprietária do carro acionou a segurança que faz o monitoramento dos veículos via GPS após perceber o desvio de rota.

O carro foi encontrado na Estrada da Silva, próximo ao Centro de Morungaba. Quando os policiais chegaram ao local, o veículo ainda estava em chamas.

Segundo a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, a suspeita é que o crime seja latrocínio ou homicídio por não pagamento de uma dívida.

Câmeras de Vigilância

Câmeras de vigilância gravaram o carro usado por Maria, que trabalhava e vendia cigarros em uma tabacaria de Itatiba. Uma das imagens mostra um carro prata apreendido em Itatiba, que ajudou a chegar em Wilson de Jesus Neves Junior, dono de uma mercearia em Bragança Paulista. Ele foi preso temporariamente.

Ainda de acordo com a investigação, o comerciante preso tinha uma dívida de R$ 2 mil com a vendedora de cigarros. Um outro suspeito, Lucas Andrade de Batista, também foi preso. O rapaz tinha queimaduras pelo corpo.

O motivo real do crime ainda está sendo apurado. Os dois foram encaminhados ao Centro de Triagem em Campo Limpo Paulista.


Foto: Arquivo pessoal