Programa Debate terá como tema a 23ª edição da Festa de São Pedro

O Programa Debate desta quinta-feira, dia 11, terá como tema: a 23ª Festa de São Pedro que ocorrerá no Parque Luís Latorre, entre os dias 12 e 14 de julho. Para falar sobre o assunto, foi convidado o secretário de Cultura e Turismo da Prefeitura, Washington Bortolossi.
Não perca o Programa Debate. Apresentação do jornalista Mané Roberto e dos colaboradores Gilmar Kozlowski e Eduardo Cintra. Perguntas podem ser enviadas pelo e-mail crnitatiba@terra.com.br ou por telefone (11) 4524-0003 e 4524-1594 no horário do programa.

Debate nesta quinta-feira, das 16h às 17h30. Acompanhe este programa pelos 1.420 KHz-AM, através do site: www.crnitatiba.com.br e pelo aplicativo app (CRN- Central de Rádio e Notícias).

Lixo no Chão em Itatiba Não

O programa do dia 4 teve como tema um ano do Projeto “Lixo no Chão, em Itatiba Não”. Leila Bedani (vereadora e idealizadora do projeto); Sócrates Piovani (presidente da Ong Jappa) e o prof. José Luiz Polli (representando o Rotary Club de Itatiba) responderam diversas perguntas sobre o assunto.
“O projeto surgiu de uma necessidade que vimos de se fazer tal ação no município. Meus projetos sempre foram nesse sentido, o de buscar juntar pessoas através de mutirões. Tudo o que se faz nesse sentido se multiplica”, disse Leila.
O prof. José Luiz, disse ainda: “Esse projeto começou e não há como parar. Ainda veremos muito lixo descartado de maneira incorreta por aí, mas temos que ser insistentes na Educação das pessoas, orientando-as quanto a não jogar lixo em qualquer lugar. Não vamos desistir dessa conscientização. Não existe outro planeta Terra, só esse. Por isso devemos preservá-lo”.

Multa lixo
Durante o Programa Debate, Leila foi questionada sobre o PL 64/2018, de sua autoria e de Cornélio da Farmácia (PV), que dispõe sobre a aplicação de multa ao cidadão que for flagrado jogando lixo nos logradouros públicos.

De acordo com o projeto, todo cidadão que for flagrado jogando lixo fora dos equipamentos destinados para este fim nos logradouros públicos do município será multado. Os infratores serão penalizados com multa de R$ 200 a cada infração cometida.
“A pessoa que for flagrada jogando lixo receberá um auto de infração, cabendo recurso. Mas, dependerá da Prefeitura fazer acontecer. Infelizmente algumas coisas só funcionam quando se mexe no bolso e o papel da Prefeitura será o de aplicar as multas. É pouco R$ 200? Depende. Nós estamos trabalhando a prevenção. Mas creio que só assim as pessoas vão respeitar mais. Se na prática vai funcionar isso vai depender do prefeito se ele aprovar a nossa idéia”, disse Leila.

Sócrates disse ainda: “Quem produz lixo somos nós mesmos. Eu acho que a Prefeitura já faz a parte dela recolhendo esse lixo, através da coleta diária porta-a-porta. O que cabe a mim cidadão é consumir conscientemente, diminuir o meu lixo, reciclar e fazer compostagem. Assim a Prefeitura irá gastar menos com isso, investindo esse dinheiro que é gasto com as coletas em outras áreas”, pontuou.

Informação: Redação Rádio CRN
Foto Reprodução