Programa Debate terá como tema a comemoração pelo Dia da Padroeira

O Programa Debate desta quinta-feira, dia 31, terá como tema as festividades em comemoração ao Dia da Padroeira de Itatiba – Nossa Senhora do Belém. Para falar sobre a importância do dia 8 de setembro, foi convidado o pároco e reitor da Basílica de Nossa Senhora do Belém, padre Maycon Cristian Pedro.

O programa será apresentado pelo jornalista Mané Roberto com a colaboração de Eduardo Cintra e Gilmar Kozlowski. Acompanhe o Programa Debate desta quinta-feira, das 16h às 17h30, pelos 1.420 KHz-AM, através do site: www.crnitatiba.com.br e pelo aplicativo app (CRN - Central de Rádio e Notícias). Envie suas perguntas pelos telefones (11) 4524-0003 ou (11) 4524-1594 ou por e-mail crnitatiba@terra.com.br.

Lar Itatibense da Criança

Os 65 anos do Lar Itatibense da Criança foi tema do programa da última semana. Para falar sobre o trabalho desenvolvido pela instituição foram convidados: Claudia Marcia Ambrósio Arcanjo, psicóloga e coordenadora técnica e Sebastião José Vendramini, voluntário e presidente de honra do lar.

“Atualmente a legislação sobre a criança e o adolescente é muito coesa e com princípios muito definidos e todo nosso trabalho gira em torno disso. Quando a criança chega ao abrigo, por exemplo, nós temos um prazo para emitir um Plano Individual de Atendimento, traçando metas para aquela criança para que ela saia da instituição. O acolhimento é uma medida extrema e transitória. A criança só é acolhida quando todas as outras tentativas junto à família falharam”, explicou Claudia Arcanjo.

E ela completou dizendo: “todas as crianças que hoje estão na instituição tem família, que diz que ama a criança e a quer de volta, na maioria das vezes tem até autorização para visitá-la no abrigo. Então, hoje as crianças que vão para o lar, elas vão como uma medida de proteção, porque no seio da família vem sofrendo maus-tratos, violência ou por essa família não ter condições psicológicas e psicossociais de continuar cuidando dela”, completou.

Manutenção

Fundado em 1952, o Lar Itatibense da Criança é uma instituição sem fins lucrativos, mantida por doações. Sua diretoria não recebe nenhum tipo de remuneração e boa parte de suas tarefas são executadas por voluntários e um grupo de conselheiros que fazem parte do Gali – Grupo de Apoio ao Lar Itatibense da Criança que auxiliam nas tarefas. A entidade também recebe ajuda financeira das esferas municipal, estadual e federal.

“Hoje nossas receitas são oriundas do poder público e privado. A população sem dúvida nenhuma nos ajuda de uma maneira excepcional. Sempre que precisamos de alguma coisa é só anunciar que na hora aparece. Temos alguns programas de sócios que colaboram com uma certa frequência, além das promoções e eventos. E são essas arrecadações que nos ajudam na manutenção”, diz Sebastião Vendramini.


Informação: Redação Rádio CRN

Foto: Reprodução