Programa Debate terá como tema ‘Como superar a crise e vender mais’

O Programa Debate desta quinta-feira, dia 17, terá como tema ‘Como superar acrise e vender melhor?’. Para falar sobre o assunto foram convidados os representantes da Aicita – Associação Industrial e Comercial de Itatiba: Marilsa Calvi Franco Penteado, diretora de Relações Comerciais; Nilton Sergio Bortholotto, diretor de SCPC e Débora Giani, consultora da Aicita.

O programa será apresentado pelo jornalista Mané Roberto com a colaboração de Eduardo Cintra e Gilmar Kozlowski. Acompanhe o Programa Debate desta quinta-feira, das 16h às 17h30, pelos 1.420 KHz-AM, através do site: www.crnitatiba.com.br e pelo aplicativo app (CRN- Central de Rádio e Notícias). Envie suas perguntas pelos telefones (11) 4524-0003, (11) 4524-1594 ou por e-mail crnitatiba@terra.com.br.

Saúde do Homem

A Saúde do Homem – prevenção é fundamental para uma vida saudável foi tema do Programa Debate do dia 10. Para falar sobre o assunto, foi convidado o dr. José Antonio Parisotto. Ele respondeu as perguntas dos ouvintes e apresentadores, no que se refere à prevenção, exames importantes, entre outros assuntos.

“Quando se fala de prevenção, logo vem na cabeça do homem, os exames para detecção do câncer de próstata, por exemplo. Mas quando se trata de Saúde, é preciso que ele entenda que a prevenção é muito mais que isso. O médico deve ser procurado principalmente para avaliação do colesterol, hipertensão, diabetes, doenças endócrinas, entre outras. O homem por sua formação machista acha que não pode ter nada, nenhuma dor ou doença, isso parece que fere a masculinidade dele. E por ser negligente com a própria Saúde, que ele enfarta com 20, 30 ou 40 anos”, disse.

Colesterol

O Colesterol é um lipídeo extremamente importante para o nosso organismo, mas quando se encontra em excesso no sangue pode trazer conseqüências graves, elevando o risco para ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC).

“Todo mundo se preocupa com a pressão quando ela está entre 16 ou 17 por oito de mínima, por exemplo. Mas, uma pressão que já esteja 14 por 10 já é considerada alta/moderada. Então a gente classifica assim: nove de mínima é leve, 10 de mínima é moderada e 11 de mínima é considerada uma hipertensão grave independente da máxima. Para estar de acordo, a pressão tem que ser a mínima de oito, dependendo da faixa etária, se ela estiver 16 por oito é normal. Mas isso varia de pessoa para pessoa. Se ela teve uma aterosclerose e a pressão estiver muito baixa, consequentemente terá uma menor perfusão, elevando o risco de infarto”,explicou.

Ainda de acordo com o médico, no sangue podem ser encontrados dois tipos de colesterol: o LDL e o HDL, sendo o primeiro considerado ruim. O colesterol bom tem a função de retirar o ruim do corpo e levá-lo para o fígado, onde será metabolizado e eliminado do organismo. Já o ruim, contribui para a formação de placas de gordura nas paredes das artérias, diminuindo o fluxo de sangue para órgãos importantes,como o coração e cérebro.

E para controlar os níveis, Parisotto dá algumas dicas: “Ter uma alimentação saudável e fazer exercícios físicos é fundamental. Se a pessoa comer uma noz ou castanha, todos os dias (que possuem uma gordura positiva) vão contribuir para a produção de HDL que é o colesterol protetor. Já as frituras e gorduras insaturadas fazem o LDL subir, por isso, devem ser evitadas. O fator genético também contribui para o aumento do colesterol ruim. O LDL numa pessoa normal que não tem doença alguma deveria ser no máximo de 180 a 200 o total, o LDL no máximo em 130 e o outro teria que ser maior que 55. Agora, quando a pessoa já tem uma patologia de coração, recomenda-se níveis menores, por exemplo, 100 de LDL e para riscos mais graves, abaixo de 80. Quando os níveis de colesterol estão controlados orisco de morte será menor”, esclarece.


Informação: Redação Rádio CRN