Redução de tarifa e novidades para o transporte coletivo de Itatiba

Na manhã de sábado, dia 1, foi realizado na Praça José Bonifácio, no Centro, o evento que teve como propósito anunciar as mudanças e novidades para o transporte coletivo de Itatiba.

O prefeito Douglas Augusto Pinheiro de Oliveira, juntamente com os representantes da concessionária que administra o transporte coletivo em Itatiba, anunciou a redução do custo da tarifa para os usuários medida esta que já entrou em vigor no mesmo dia.

Além da redução da tarifa para o usuário foram apresentados outros benefícios, tais como: novos horários e linhas, monitores, internet gratuita nos coletivos e a renovação, em médio prazo, do mobiliário urbano (pontos de ônibus mais seguros, displays, etc).

Três micro-ônibus foram incorporados à frota para atendimento de linhas como do Jardim Das Nações e Central Park I para auxiliar grandes fluxos de passageiros, principalmente em horário de pico. Mais dois veículos novos estarão em circulação, nos próximos 60 dias.

Uma cabine para atendimento ao usuário do transporte coletivo foi instalada na Praça José Bonifácio, visando, além da informação, a venda e recarga do Cartão Circula Fácil.

Um aplicativo contendo um sistema de informações de todos os bairros e horários de segunda a domingo já está disponível para download. Nele ainda serão inclusos informações sobre tempo e distância da chegada dos ônibus aos terminais centrais.

Redução da tarifa

A Prefeitura de Itatiba e a concessionária de transporte coletivo já vinham negociando tais melhorias, além do valor do subsídio aprovado na última quarta-feira, dia 28, pela Casa Legislativa itatibense. A tarifa a ser paga para quem utiliza o Cartão Circula Fácil será de R$ 2,95 e, nas catracas dos ônibus, de R$ 3.

Os subsídios, que fazem parte do valor final da tarifa, foram aprovados nos seguintes termos: em R$ 0,80 por passagem individual na catraca comum, obedecendo no limite de 200.743 passagens mensais; em R$ 0,85 por passagem individual no cartão comum, obedecendo ao limite de 62.051 passagens mensais; e em R$ 0,15 por passagem individual no cartão trabalhador, adquiridas nos termos da Lei Federal nº 7.418/85, obedecendo ao limite de 136.084 passagens mensais.

 

Informação e foto: Jornal de Itatiba-Diário