Rota das Bandeiras registra, em setembro, mês mais seguro na história do Corredor Dom Pedro

A Concessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do Corredor Dom Pedro de rodovias, registrou em setembro o mês mais seguro desde o início da concessão,em abril de 2009. De acordo com os dados do Centro de Controle Operacional da Concessionária, foram 129 acidentes durante os 30 dias de setembro, média ligeiramente superior a quatro ocorrências por dia ao longo dos 297 km de rodovias do Corredor Dom Pedro. A marca de setembro supera as 146 ocorrências registradas em abril deste ano, até então o mês com o menor número de ocorrências.

 

Para efeito de comparação,vale destacar que nos primeiros meses após o início da concessão, ainda em2009, o Corredor Dom Pedro registrava média mensal próxima de 300 acidentes ecom uma malha rodoviária menor que a atual – não havia marginais na rodovia D.Pedro I (SP-065), o prolongamento do anel viário Magalhães Teixeira (SP-083) ea duplicação da rodovia Engº Constâncio Cintra (SP-360). Já no comparativo como mesmo período do ano passado, a redução é de 18,4%. Foram 158 acidentes emsetembro do ano passado e 129 ocorrências agora. Tambémhouve queda no número de feridos e vítimas fatais: em setembro de 2015, foram58 feridos e cinco mortes; no mês passado, foram 54 feridos, com duas vítimasfatais.

 

Para o diretor de Operaçõesda Rota das Bandeiras, Fabio Souza, o aumento da segurança no Corredor DomPedro está amparado em um tripé que reúne ações de engenharia de tráfego,fiscalização e educação para o trânsito. Os investimentos feitos pelaConcessionária nessas áreas contribuem para a redução contínua dos índices deacidentes desde o início da concessão.

 

“Esse é um trabalho diário,que apresenta bons resultados de imediato, mas que tem seus melhoresindicadores a médio e longo prazo, justamente em razão da continuidade das boasações. O foco de nosso trabalho está na garantia de uma viagem segura paranossos usuários e, nos casos em que ele se envolver em uma ocorrência,trabalhamos para que a gravidade seja a menor possível. Nesse sentido, seguimosum conceito já adotado pela Artesp, que é o da rodovia que perdoa, ou seja,mesmo que se envolva em um acidente, o motorista terá uma segunda chance”, dizSouza.

 

Entre as ações realizadaspela Rota das Bandeiras que têm contribuído para o aumento da segurança noCorredor Dom Pedro, Souza destaca a implantação das marginais na rodovia D.Pedro I, em Campinas, que garante a melhor distribuição do fluxo de veículos,com a separação do tráfego rodoviário na pista expressa e do tráfego local,majoritariamente de veículos de passeio, na pista marginal. Outra ação maispontual, que tem contribuído para minimizar pequenos conflitos viários naregião, foi a implantação de uma nova alça de acesso para o bairro Betel, emPaulínia, na altura do km 119 da rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332).

 

Os investimentos na revitalização da sinalização da rodovia, bem como a contínua implantação de elementos de segurança, como barreiras de concreto, defensas metálicas,terminais atenuadores de impacto, terminais absorvedores de energia e tachas,também contribuem para que o usuário possa realizar viagens mais seguras e confortáveis pelas rodovias do Corredor Dom Pedro. Somente em 2016, a Concessionária já investiu cerca de R$ 10 milhões com a implantação de 61 mil metros de defensas metálicas em todo o trecho.

 

Outro ponto de destaque estánas ações de educação para o trânsito promovidas pelo programa Rota daEducação, que desde 2012 leva conceitos de trânsito e cidadania para a sala deaula e já beneficiou mais de 43 mil alunos do 1º ao 5º ano do ensinofundamental dos municípios do Corredor Dom Pedro.

 

O Corredor Dom Pedro écomposto pelas rodovias D. Pedro I e José Roberto Magalhães Teixeira, entreCampinas e Valinhos; além de trechos das rodovias Prof. Zeferino Vaz, entreCampinas e o distrito de Martinho Prado, em Mogi Guaçu; Engº. ConstâncioCintra, entre Itatiba e Jundiaí; e Romildo Prado (SP-063), entre Itatiba eLouveira.

A Rota das Bandeiras é uma empresa da Odebrecht Rodovias, que reúne osinvestimentos da Odebrecht TransPort em concessões rodoviárias. A OdebrechtTransPort desenvolve, implanta e opera projetos nas áreas de mobilidade urbana,portos, aeroportos e sistemas integrados de logística.

 

Foto:
Crédito: Divulgação / Rota das Bandeiras