Especial do Mês

Das 16:05:00 às 17:00:00
Com: Juares

Escolas Maria do Carmo e Basílio Consoline recebem projeto de doação de livros

17/05/2024 as 07:08
Duas escolas municipais de Itatiba receberam ontem (16/05), o Projeto Feijão Letrado. Junto à distribuição gratuita de livros, os alunos tiveram contação de histórias e uma oficina de brinquedos recicláveis. Pela manhã, o projeto esteve na Emeb Profa. Maria Do Carmo Parisotto Mosca, no N.R. Pedro Fumachi; à tarde, foi a vez dos alunos da Emeb Basílio Consoline, no Bairro da Ponte, serem contemplados.
Criado pelos produtores culturais Reginaldo Menegazzo e Genivaldo Amorim, que atuam na região de Campinas, o projeto busca estimular a atenção das crianças para os livros. O diferencial é a estante móvel grafitada, uma obra de arte do artista plástico Filiage, como uma forma das crianças vivenciarem uma experiência ímpar de acesso às obras.
O projeto espera garantir maior engajamento do público infantil em relação à leitura e recuperar parte dos contatos com a cultura e literatura perdidos durante o período de isolamento social das famílias. Neste sábado (18), às 15h, o projeto visitará o Lar Itatibense da Criança e no próximo mês, voltará com novas apresentações. Feijão Letrado conta com patrocínio de Lei de Incentivo Federal do Ministério da Cultura e, em Itatiba, patrocínio da empresa Jofege.
Terceira temporada
Esta é a terceira temporada do projeto que já distribuiu 10.460 livros em 50 instituições e escolas de diversas cidades. Na atual edição, serão visitados 32 locais - incluindo as escolas de Itatiba - e distribuídos 6.400 livros. Além de Itatiba, também passará pela capital paulista, Bragança Paulista, Indaiatuba, Piracicaba e Osasco, além de outros estados.
O projeto começou com a ideia de colocar livros infantis dentro de cestas básicas que eram doadas a famílias carentes durante a pandemia. A iniciativa fez sucesso e se transformou em um programa itinerante para distribuir livros e levar arte de graça ao público infantil. Os produtores decidiram continuar estimulando a leitura e pensaram em uma ação com maior impacto, voltada desta vez para beneficiar instituições beneficentes, escolas e centros culturais que trabalham com crianças.

Crédito da imagem: Divulgação - Educação/PMI