A Voz do Brasil

Das 21:00:00 às 22:00:00
Com: produção da Rede EBC

HOMEM ESPANCA CÃO E ACABA PRESO EM MORUNGABA

22/02/2021 as 20:28

A Polícia Militar foi chamada por volta das 15h30 de domingo (21/02) para atender uma ocorrência de maus tratos a animal. Quando os policiais chegaram na Rua Benedito Stranieri, n° 286, Brumado II em Morungaba, foi observado uma aglomeração de pessoas em volta de um cachorro de porte médio, caído ao solo, respirando com dificuldade sendo possível notar que os olhos haviam sido furados, a boca estava sangrando e as patas sujas de sangue.

Questionada, a proprietária do cão chamado Pitoco, disse que seu filho estava alterado, a ameaçando de morte e sem motivo algum espancou seu animal, com o uso de uma ponteira de aço, material comumente utilizado por serventes de pedreiro em construções. Após a agressão, ele se trancou no quarto, pois os populares revoltados estariam vindo em sua direção.

Os policiais entraram na residência, e encontraram o indivíduo confinado em seu quarto, todo sem iluminação, ele estava armado com uma picareta. Foi iniciado um diálogo para que ele se entregasse sem resistência.

Após cerca de 10 minutos de negociações, o indivíduo largou o objeto e saiu do quarto com as mãos para cima, confessando ter agredido o animal, pois os dois cães de sua mãe estavam "latindo muito", ele não disse o local onde escondeu a ferramenta utilizada no crime, não sendo localizado o objeto mesmo após uma revista em seu quarto.

Diante dos fatos, A.H.F.C. recebeu voz de prisão em flagrante delito pelo crime de maus tratos a animal. 

No local, a equipe fez vários contatos a fim de localizar uma clínica veterinária para prestar auxílio ao cão ferido, sendo que o animal ficou aos cuidados de um transeunte, que se comoveu com a situação e prontificou-se a levá-lo até uma clínica veterinária em Itatiba.

O animal foi tratado, porém, pelo estado crítico em que se encontrava, com lesão crânio encefálica, hemorragias internas múltiplas, além das perfurações e lesões, necessitou ser sacrificado.

As partes foram apresentadas na Delegacia de Polícia, onde a delegada ratificou a voz de prisão em flagrante delito, lavrando BOPC de Maus Tratos a Animal (Art. 32, §1º-A, Lei 9605/98, incluído pela Lei 14064/20) e Violência Doméstica (Art. 7º, II, Lei 11340/06), permanecendo o indivíduo preso à disposição da justiça.