FEMINICÍDIO: HOMEM MATA A EX-NAMORADA E É MORTO EM ITATIBA






Na noite de domingo (15), um homem matou a ex-companheira em um bar localizado na rua Bruno de Sordi, no Jardim Palladino, próximo da Vila Cruzeiro, em Itatiba.

A jovem Juliana Barros Bueno de 29 anos foi morta com um tiro na cabeça. O agressor estava armado com um revólver calibre 38. Houve correria no local. Após efetuar o disparo, ele saiu correndo em direção ao estacionamento quando se deparou com um policial militar e um guarda municipal que estavam à paisana e interviram pedindo que ele se entregasse, mas o mesmo reagiu e acabou morto.

A Polícia Militar, a Polícia Civil e a Polícia Científica foram chamadas para preservar o local e fazer a perícia.
Segundo consta, o autor do feminicídio residia em Morungaba. Ele namorou Juliana por um ano e meio, mas que agora estavam separados. Havia inclusive uma medida protetiva contra ele, para que não se aproximasse dela, mas infelizmente essa ordem judicial não foi suficiente para que o mesmo cometesse o crime. A jovem deixou filhas, os pais e irmãos.

O corpo é velado no Cemitério Parque das Acácias e será sepultado hoje às 17h.

Relato das testemunhas

Testemunhas disseram que a jovem conversava com algumas pessoas do lado externo do bar, quando ele saiu do lado de dentro já com a arma na mão. Ele chegou a apontar essa arma para duas mulheres que ali estavam e ao efetuar o disparo essa arma falhou. Foi então que ele partiu em direção à vítima e a matou.

Em depoimento, uma das vítimas disse que as pessoas que conversavam com Juliana já tinham visto o agressor no interior do bar e que a todo momento ele as encarava. Foi por esse motivo que todos acharam melhor sair para o lado externo. Antes de atingir Juliana na cabeça, ele ainda tentou fazer um disparo nas costas, mas a arma também falhou.

A irmã da vítima contou em depoimento que o ex-cunhado agredia Juliana e a ameaçava. Certa vez ele ateou fogo no veículo dela. A separação do casal ocorreu recentemente.



Informação Redação Rádio CRN
Foto Reprodução Facebook