Reutilização de carpetes do Teatro é tema de exposição na Câmara

19/10/2021 as 07:06
Foi inaugurada na noite da última sexta-feira (15), no Espaço Dito Pinhá da Câmara Municipal de Itatiba, os trabalhos do projeto “Trim... trim... trim... Planeta Terra chamando e CEMEI Beija-Flor reutilizando!”. Os alunos da escola desenvolveram pinturas utilizando como suporte o antigo carpete do Teatro Ralino Zambotto.
Compareceram a secretária municipal de Educação, Sueli Tuon; o secretário adjunto da pasta, Carlos Pizzolatto; além do presidente da Câmara, Ailton Fumachi; e os vereadores Fernando Soares, Leila Bedani, Igor Hungaro e Luciana Bernardo. Também compareceu a diretora do CEMEI, Cidinha Polessi de Castro, e o músico Cid Camargo, que cantou junto com os alunos o hino da creche.

A mostra é composta por doze painéis coloridos, produzidos por crianças de três a cinco anos, e tem como conceito principal a reciclagem. A exposição expande a discussão do uso sustentável dos recursos para além da comunidade escolar, levando conscientização ao público visitante da Câmara.

“É um trabalho inédito porque o suporte oferecido às crianças para produção foi o carpete do Teatro Ralino Zambotto, reutilizado da maneira mais poética que pode existir: através da arte. É muito importante para as crianças, protagonistas dessa exposição, contextualizarem tudo isso com o momento atual pelo qual passa o planeta”, afirmou Cidinha, que também agradeceu às professoras, celebradas na data e saudadas pelo público.
A secretária de Educação também celebrou o Dia do Professor, convidando os docentes à frente. “Hoje é um dia especial para os professores, essa equipe que fez com que essa exposição acontecesse. Queremos agradecer aos pais presentes e às crianças que estão ansiosas para mostrar a eles seus trabalhos. Esse carpete seria descartado, mas fizeram do lixo uma grande obra poética”, elogiou Sueli, que completou: “Trazer a sustentabilidade aos pequenos é uma grande evolução na nossa história”.

Por fim, o presidente da Câmara fez uso da palavra. “Jamais imaginávamos que haveria uma reutilização do carpete dessa maneira. A reciclagem e reutilização dos materiais têm que ser feita dessa forma, começando com as crianças nas escolas. Hoje nós temos muito pouco do nosso lixo reciclado, de 4 a 5%”, declarou Ailton, que também parabenizou os professores pela data comemorativa e pelo trabalho, juntamente com os alunos.


Foto: Divulgação/CMI