Neblina reduz visibilidade e exige maior atenção por parte dos motoristas

O outono avança e os motoristas que transitam pelo Corredor Dom Pedro já percebem um fenômeno bastante comum nas manhãs desta época do ano: a incidência de neblina, que diminui sensivelmente a visibilidade e exige um cuidado muito maior por parte de quem está ao volante.

No Corredor Dom Pedro, os pontos que registram maior incidência de neblina estão nas rodovias D. Pedro I (SP-065), do km 23 (Igaratá) ao km 51 (Nazaré Paulista); Prof. Zeferino Vaz (SP-332), do km 130 (Paulínia) ao km 140 (Cosmópolis); Eng. Constâncio Cintra (SP-360), do km 63 (Jundiaí) ao km 81 (Itatiba); e Romildo Prado (SP-063), do km 0 (Louveira) ao km 15 (Itatiba). Em geral, trechos de serra e baixadas (vales) estão mais sujeitos à ocorrência do fenômeno natural. Os períodos de maior incidência são a madrugada e o começo da manhã.

“Dois cuidados básicos são fundamentais: reduzir a velocidade e aumentar a distância do veículo à frente. Assim, o condutor terá mais tempo de reação para frear ou fazer uma manobra, se necessário”, explica o coordenador de tráfego da Rota das Bandeiras, Murilo Perez.

Para auxiliar os usuários e reduzir o risco de acidentes, a Rota das Bandeiras também realiza uma série de ações preventivas, como avisar os motoristas por meio dos painéis de mensagem variável (PMVs) existentes na rodovia e utilizar as viaturas de inspeção, as redes sociais e o serviço de 0800 para fazer a comunicação dos pontos críticos.

Além disso, a Concessionária preparou uma série de dicas para que os motoristas possam minimizar o risco de acidentes quando dirigirem sob neblina.

1. Reduza gradualmente a velocidade ao perceber os primeiros sinais de neblina;
2. Mantenha uma distância segura do veículo à frente;
3. Acenda os faróis baixos – tanto de dia quanto à noite. Não é recomendado manter os faróis apagados, mesmo de dia. Já o farol alto, independente do horário, dificulta a visibilidade pela grande dispersão de luz emitida sob neblina;
4. Não pare o veículo no acostamento;
5. Nunca pare na pista;
6. Não ligue o pisca-alerta com o veículo em movimento;
7. Use a pintura de faixa da pista como referência do caminho a seguir;
8. Fique atento a sinais sonoros externos que possam indicar uma situação atípica à frente como buzinas, sirenes e som de colisão;
9. Deixe a janela aberta, ainda que parcialmente, para ouvir eventuais sinais sonoros;
10. Evite uso de aparelhos que possam dispersar a atenção;
11. Deixe o para brisa limpo;
12. Mantenha o vidro aberto ou ligue a ventilação dentro do carro para não embaçar os vidros;
13. Caso julgue não ter condições de visibilidade para seguir viagem, pare somente em locais seguros como postos de abastecimento.

Em caso de dúvidas ou para saber quais pontos contam com neblina no momento da sua viagem, os motoristas podem entrar em contato com a Rota das Bandeiras por meio do telefone 0800-770-8070. A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas.


Crédito da foto: Divulgação/Rota das Bandeiras
Informação: Assessoria de Imprensa da Concessionária Rota das Bandeiras